Liberdade não é a de Putin e próximo alvo é o Tor

Vladimir Putin está no seu terceiro mandato na Rússia e tem um governo marcado por um grande histórico de repressões. No seu primeiro mandado ganhou notoriedade por vencer a guerra da Chechênia, devastando a região e se apropriando de quase todo o território checheno.

A partir do segundo mandando começaram alguns episódios de censura da liberdade de imprensa na Rússia. Casos envolvendo uma jornalista russa que expôs a corrupção do exército Russo e sua atuação na Chechênia e de um crítico ferrenho do governo. Ambos foram encontrados mortos após expressarem suas opniões contrárias ao governo. Houve também o famoso caso do protesto da banda Pussy Riot, fazendo uma “oração punk” contra o governo que resultou numa detenção de 21 meses na prisão. Depois de cumprida a pena a banda lançou um clipe “homenageando” o governo.

A Internet na Rússia nessa ‘era Putin’ também teve algumas medidas repressoras. Em 2012 houve uma alteração na lei da informação, permitindo bloquear sites com conteúdo ofensivo. A justificativa para a lei é que sejam bloqueados sites que contenham informações sobre pornografia infantil, drogas, suicídio, mas o problema são as velhas ambiguidades em leis envolvendo a Internet, pois essa lei pode ter como alvo sites considerados extremistas. O governo poderia usar essa lei para ‘caçar’ sites de oposição.

Essa lei já está em vigor e além dela foi também criada uma “Lei dos blogueiros” para fazer com que blogs com mais de 3.000 acessos diários tenham que se cadastrar no governo, assim podem ter direitos de um grande jornal e… ser mais facilmente censurado.

Putin achou pouco limitar o conteúdo da Internet e lançou um concurso oferencendo uma recompensa de U$111 mil para quem quebrar o Tor, que tem sido considerado o símbolo de liberdade na Internet. Mas já deu pra perceber que liberdade não é bem do estilo de Putin.

Mas todo esse ódio no coração não é exclusividade de Putin, além do texto que já escrevi falando do assunto, quebrar o Tor é o sonho de consumo da NSA, que utiliza os velhos argumentos de que o anonimato é usado para fins malévolos, dentre eles, claro, o terrorismo, que tem sido a bandeira ianque para justificar suas ações.

Vemos que a NSA com toda seu poder e tecnologia não conseguiu quebrar o Tor até hoje, veremos como a Rússia vai se sair nessa história. Acho que já devemos saber qual deve ser o final.

Revisado em 06/09/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s