Devemos confiar em Ciro Gomes?

Enquanto o Congresso brasileiro fica na sua briga interna entre a oposição, querendo derrubar a presidente, e a situação, querendo derrubar o presidente da Câmara, em uma batalha de egos que só vem atrasando o desenvolvimento do país, que já quase não dá muitos passos, um personagem fora do Congresso ganha destaque por fazer discursos de alguém que parece estar muito bem situado dos problemas do Brasil. Discursos que além de mostrar essa visão, mostra solução para esses problemas, coisas que poucas vezes vemos sendo proferidas por pessoas de terno dentro do Congresso.

Ciro Gomes mostra que está bem situado do plano da oposição aos ataques aos partidos aliados à presidente, reconhecendo que muitas medidas da oposição são equivocadas e talvez nem precisem ser mais  tão bem elaboradas pois a população vem engolindo qualquer história que fale mal do atual governo. Isso pode ser bem percebido nos nível de reprovação levantados em pesquisas.

Ele mostra também que está percebendo os equívocos do governo mas com a diferença que vem sempre mostrando possíveis soluções para esses problemas atuais do governo. Exatamente o que o povo quer ouvir.

Mas o que traz Ciro Gomes de volta à tona, após ficar recluso de campanhas políticas? Ele que não se candidatou em 2010 nem fez parte de nenhuma aliança, ficando afastado da vida política até 2015, quando se tornou Secretário Estadual de Saúde do Ceará. E parece ter voltado no momento certo, pois a população não acredita mais em nenhum dos partidos que estão nos holofotes. Estão todos desacreditados e Ciro Gomes parece estar querendo aproveitar esse momento.

Logo ele que começou sua carreira política no PDS, o sucessor da Arena (partido da ditadura), em 1980. 3 anos depois foi para o PMDB e em 1988 fundou o PSDB, onde permaneceu até 1996 quando resolveu ir para o PPS, o antigo Partido Comunista Brasileiro (meio contraditório pra quem começou a carreira num partido cujos membros mandavam torturar quem defendia as causas do seu então atual partido).

Depois disso, esteve longe de tentar disputas governamentais e presidenciais e passou tempos em reclusão e agora, ao que parece, escolheu o momento certo para voltar a dar as caras. Após tantas entrevistas com diálogos bastante coerentes (destaque ao que ele deixa o economista neoliberalista Rodrigo Constantino sem argumentos nas discussões), todas elas disponíveis no Youtube.

Quem vinha acompanhando as ações e os discursos de Ciro Gomes já deve ter imaginado qual era a principal intenção dele: ser candidato a presidência, que já tentou por duas vezes. Em 22 de Janeiro ele confirmou sua intenção. Agora devemos ficar atentos para saber qual a verdadeira razão para o aparecimento de Ciro nesse momento: de alguém que já está a muito tempo na política e decidiu “arrumar a casa” ou se é simplesmente de alguém que finalmente viu uma eleição presidenciável one ele tenha reais condições de vencer.

É preciso ficar atento a essa tipo de coisa. Na política os episódios são sempre os mesmos, só muda os personagens.

Revisado em 07/09/2017

Anúncios

3 opiniões sobre “Devemos confiar em Ciro Gomes?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s